Dominando o asfalto: dicas de treinamento e equipamentos para ciclistas de elite

Dominando o asfalto: dicas de treinamento e equipamentos para ciclistas de elite

Já pensou em se tornar um ciclista de elite? Veja como fazer isso com os melhores equipamentos para um ciclismo seguro e o foco certo nos treinos!

 

 

Para quem ama o ciclismo, ser um ciclista de elite pode ser um ideal a ser alcançado. Mas além de ter habilidades técnicas e físicas avançadas, competindo nas provas mais difíceis com os melhores atletas do mundo, é preciso também ter um ciclismo seguro.

 

A superação de limites, a emoção do pódio e a boa remuneração são recompensas que só aumentam o prazer do esporte. Mas a segurança para ciclistas requer atenção a alguns pontos importantes, como entender as exigências da modalidade, a escolha do melhor equipamento e um entrosamento perfeito com sua bike.

 

Por isso, a Saga Moove separou algumas dicas de treinamento que podem ajudar tanto na performance quanto na segurança do atleta. Ficou curioso, quer saber como melhorar cada vez mais seu desempenho? Então vem com a gente saber tudo sobre o assunto!

 

1. Entenda as exigências da modalidade

 

Cada atleta, seja profissional ou amador, tem seu biotipo, seu ritmo, seu estilo e suas preferências pessoais. E as diversas modalidades existem justamente para que você escolha aquela em que pode desenvolver melhor suas habilidades dentro de um ciclismo seguro.

 

Por isso é importante entender as exigências de cada modalidade e os equipamentos adequados a cada uma delas. Para quem gosta de velocidade, o ciclismo de pista pode ser perfeito. 

Nele, vence quem concluir mais voltas em menos tempo, seja em competições in

dividuais, em duplas ou gincanas. Nesse caso, as bicicletas de alta performance não têm freios e têm apenas uma marcha, favorecendo um ciclismo seguro.

 

Já para quem ama longas distâncias, o ciclismo de estrada geralmente é a melhor opção. Com bikes leves, guidão curvo e pneus estreitos com aros maiores, além de velocidade é preciso ter muita resistência.

 

E quando a prova é uma gincana ou um Ironman Brasil, por exemplo, treinar em grupos grandes é fundamental. Afinal, é preciso adquirir habilidades específicas, como lidar com curvas pedalando em pelotões, saber respeitar o espaço do outro, fazer ultrapassagens seguras e até ter frieza para saber a hora certa de frear. 

 

Qualquer erro pode não só fazer o próprio ciclista cair, mas também derrubar um grande número de competidores com consequências sérias. Por isso, é importante conhecer e trabalhar seus pontos fracos definindo objetivos do treino: como aumentar a velocidade média, melhorar a resistência, aprender novas técnicas para um ciclismo seguro, etc.

 

Uma dica importante é buscar fazer parte de uma equipe. Um ciclista de elite consegue se manter mais ativo nos treinos e ingressar em mais competições quando participa de um time patrocinado.

 

2. Monte, conheça e mantenha sua bike

 

Nem é preciso dizer que a bicicleta de alta performance é o equipamento mais importante do esporte. Mas para um ciclismo seguro, o ciclista também deve ser o melhor amigo da bike, conhecendo cada componente a fundo. 

 

Fique atento à lentidão no engate das marchas, ruídos nos freios ou estalos na corrente. Se você já tem experiência e conhece bem sua bike, a manutenção pode ser feita por você mesmo com o auxílio de algumas chaves. Mas se está começando, leve a um mecânico especializado de confiança.

 

Além disso, faça uma revisão completa periodicamente para regular as marchas, analisar o desgaste dos pneus, regular as marchas e checar a fixação dos parafusos. 

 

Não esqueça que checar os freios e a suspensão e manter a bike sempre engraxada e limpa é fundamental. Para quem treina longas distâncias ou em trilhas, o ideal é que a manutenção seja feita a cada uma ou duas semanas. 

 

3. Não abra mão da segurança!

 

Além da escolha da bicicleta de alta performance de qualidade, os equipamentos certos são essenciais para a segurança do ciclista. Com a popularização crescente do ciclismo de elite, muitas inovações importantes estão aparecendo no mercado, por isso busque sempre itens com tecnologia de ponta.

 

Os capacetes, por exemplo, são importantes para evitar escoriações e arranhões, mas também casos mais graves como traumatismos cranianos e lesões cerebrais em muitos casos. 

 

E há vários tipos para as diversas modalidades. No caso do ciclismo de estrada, o capacete deve ser aberto, leve e oferecer boa ventilação em altas velocidades.

 

Já as roupas para ciclismo melhoram o conforto no selim e a secagem do suor, as luvas garantem melhor aderência ao guidão reduzindo o atrito, os óculos de proteção evitam poeira e o impacto com pequenos insetos ou pedrinhas nos olhos durante a pedalada, além de prevenir o ressecamento por causa do vento. 

 

Busque sempre equipamentos de proteção de qualidade e marcas confiáveis para garantir o conforto e um ciclismo seguro em treinos e competições.

 

 4. Realize treinos para complementar o ciclismo

 

Quem quer ser um ciclista de elite tem que treinar de forma intensa. Os especialistas recomendam de 2 a 4 horas diárias de treinos e pedaladas, progredindo com o passar do tempo.

 

Mas apesar da pedalada ser fundamental, outros tipos também são importantes para complementar o treinamento. Agachamentos, elevação lateral, elevação de panturrilha, pesos livres, barras e elásticos são boas formas de fortalecer as pernas para as pedaladas e ainda melhorar o equilíbrio. 

 

Já elevação de quadríceps em pé, afundo, avanço, ponte e pular corda são perfeitos para fortalecer os joelhos para as pedaladas.

 

 5. Conheça o percurso

 

Outro ponto importante é saber escolher o percurso do treino, optando por terrenos variados. Subidas e descidas íngremes, solos escorregadios e irregulares são importantes para criar habilidades variadas. 

 

Porém é preciso muita atenção para garantir um ciclismo seguro. Evite estradas com trânsito pesado, como caminhões e ônibus, ou horários de rush. E não esqueça de ficar atento aos sinais sonoros, como buzinas e freadas, ou visuais, como semáforos, cancelas e placas. Evite também vias de alta velocidade.

 

 6. Mantenha-se atento ao ritmo

 

A segurança para ciclistas inclui prestar muita atenção ao seu próprio corpo. Teste seus limites, monitorando sempre os batimentos cardíacos. Essa é uma das formas mais eficientes de saber se a potência está de acordo com seus objetivos.

 

Mas não esqueça que  treinar em intensidades muito altas aumenta as chances de fadiga extrema, lesões e sintomas de overtraining, por isso os exercícios de frequência cardíaca máxima devem ser feitos com moderação.

 

Por outro lado, você pode atingir seus objetivos no treino trabalhando outras amplitudes de zonas cardíacas, estipulando seus próprios limites e fazendo um planejamento saudável. 

 

Desafie seu corpo para melhorar sua forma física, mas com segurança para o ciclista. Ao conhecer seu comportamento cardíaco é possível melhorar o desempenho nos treinos e nas competições. 

 

7. Descanse, mas não deixe de treinar sua técnica e constância

 

Sabia que o descanso é tão importante quanto o treino para um ciclismo seguro? Noite bem dormidas, com sono de qualidade, são importantes para que o corpo se recupere do treino e esteja pronto para o próximo.

 

Mas procure também tirar folgas regulares, equilibrando com outras atividades relaxantes e prazerosas, como passear com a família, receber os amigos, ir ao cinema, etc. Procure fazer o que você gosta, mantendo uma harmonia entre a vida de ciclista de elite e a vida pessoal e social. 

 

Garanta segurança e desempenho na Saga Moove!

 

Ao manter segurança e constância com treinos bem focados e equipamentos de qualidade das principais marcas do mercado você garante um ciclismo seguro e pode se destacar cada vez mais como um ciclista de elite nas principais provas do mundo. 

 

Aproveite para compartilhar essas dicas com outros ciclistas e continue explorando o mundo do ciclismo através do Blog da Saga Moove!

Did you find it helpful?
LIKE
DISLIKE